• por

Objetivos

Comparar a eficácia da estimulação transcutânea do nervo tibial (TTNS) em dois diferentes limiares de amplitude de corrente (sensorial e motor) em termos de hábito urinário, sintomas e grau de desconforto da bexiga hiperativa (BH) em mulheres idosas.

Design de estudo

Este é um estudo randomizado, controlado, cego de 3 braços. Cento e um (101) pacientes atendidos na atenção secundária com Síndrome da bexiga hiperativa foram didtribuidos aleatoriamente em três grupos:

grupo 1, estimulação no limiar de sensibilidade (n = 39); 

grupo 2, estimulação no limiar motor (n = 33); e

grupo 3, controle (n = 29).

Medidas de saída principais

Os participantes alocados nos grupos 1 e 2 tiveram 8 sessões de estimulação transcutânea do nervo tibial por 30 min, duas vezes por semana. 

O Grupo 3 não recebeu nenhuma intervenção. 

Os resultados medidos foram os sintomas de bexiga hiperativa, escalas de incômodo (para indicar o impacto dos sintomas individuais para o paciente) e hábito urinário (diário miccional de 3 dias).

Resultados

Após cinco semanas, uma diferença estatisticamente significativa entre o grupo 3 (controle) e o grupo 1 (limiar de sensibilidade) e o grupo 2 (limiar motor) foi observada na análise intergrupo, mas nenhuma diferença nos resultados analisados ​​foi detectada entre os dois grupos que receberam intervenção (grupos 1 e 2).

Conclusão

A estimulação transcutânea do nervo tibial é eficaz no tratamento da Síndrome da bexiga hiperativa em mulheres idosas, sem diferença entre o limiar de sensibilidade e o limiar motor.

 

Fique atento!

Você se identificou com o tema que apresentamos?

Nós do Nutri & Fisio Ltda podemos te ajudar!

Nosso atendimento é 100% individualizado e o tratamento é direcionado para solucionar os sintomas que te incomodam.

Entre em contato conosco e agende sua avaliação: (19)34118316




Marcações: